DEGEO

DEGEO

11 de ago de 2011

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E O PODER DE COMPRA DA POPULAÇÃO CARENTE DA CIDADE DE JARDIM - CE


Alberto Amaro Filgueira*
Natalia de Oliveira Ferreira  *


Introdução


O bolsa família é um projeto que visa a melhoria nas condições de vida da população carente, por meio da transferência direta de renda as famílias, assegurando o acesso à alimentação, educação e saúde, com condicionalidades que garantem a permanência de crianças na escola, acompanhamento medico e assistência social.
De acordo com o ministério do desenvolvimento social  e combate à fome, o dinheiro do programa deve ser destinado para a compra de alimentos ou para qualquer outra despesa, como remédio, material escolar , importantes para o desenvolvimento da família.
Segundo o ministério do desenvolvimento social e combate à fome ele ainda informa que alem desses benefícios as famílias inscritas no programa bolsa família dispõem de outras garantias do governo federal, tais como: tarifa social de energia elétrica, cursos de alfabetização de educação de jovens e adultos e de qualificação profissional; ações de geração de trabalho e renda e melhorias das condições de moradia alem de isenção de taxas de concurso publico federal.
O que percebemos, então que o programa bolsa família foi criado para as pessoas de baixa renda para atender as suas necessidades básicas, promovendo a permanência de crianças e jovens na escola e assistência como: pré-natal, vacinação, assistência do CRAS e do CREAS, a participação de programas como PETI e viabiliza também o auxilio financeiro aos participantes.
Portanto o programa teoricamente é um programa ideal para o alivio momentâneo da miséria, por atender, principalmente as famílias mais pobres, mais deixa a desejar por integrar também uma parcela considerável que se encontra acima dos critérios do programa, sendo que deveria atender as famílias carentes que não participam do programa.
A melhoria de vida das pessoas carentes do município de jardim atendidas pelo o programa bolsa família
De acordo com os dados fornecidos pela secretaria de assistência social do município de jardim, a cidade conta com 7000familias cadastradas no programa, sendo que em media atende a 65% da população municipal. O programa vem melhorando o poder de compra das pessoas mais carentes, podendo adquirir bens alimentícios e outras utilidades básicas que não lhe eram possíveis.
A parti da implementação no município dos programas federais, percebemos um desenvolvimento significativo no comercio local nas moradias, na educação, expectativa e qualidade de vida. Proporcionou acesso a eletrodomésticos, a bens de consumo alem de assistência dada pelo CRAS e CREAS. Foi possível também a participação em programas como o PETI que é um programa que integra o sistema único de assistência social (SUAS) e tem como objetivo retirar crianças e adolescentes de ate 16 anos do trabalho infantil. Fazendo com que as crianças do município participem de atividades como: cultura, esporte, artes dentre outras.
Portanto, o programa bolsa família pode ser analisado por vários estudiosos como ineficaz, mais a nível de um município como jardim, trouxe inúmeros ganhos para a comunidade, já que os mesmos anteriormente a implementação do programa não tinham oportunidades de geração de renda, a não ser pela agricultura e pecuária onde as mesmas eram inviáveis para uma grande parcela da população que com o programa pode vir a ter acesso aos bens básicos que não lhe eram garantidas.
Conclusão  
A pesquisa desenvolvida se propôs a demonstrar como se deu a implementação do programa do governo federal, o bolsa família no município de jardim ceara, sendo que o mesmo ate então não oferecia a comunidade carente bens básicos como: alimentação, saúde e educação, benefícios esses adquiridos com a implantação do projeto.
 Constatamos a imensa contribuição que esses programas governamentais oferecem para a população mais carente, as famílias que recebem este beneficio melhoraram de vida consideravelmente, tornando o seu poder de compra mais forte, desenvolvendo a economia local.

Referencias bibliográficas

Anuário – 2006 do Estado do Ceara,
Agenda da família – Ministério do desenvolvimento Social e Combate a Fome,
Secretaria de Assistência Social de Jardim – Ceara,
Sites:
IBGE
HTTP://www.cartamaior.com.br/templates/postmostrar.cfm

Graduandos do Curso de Geografia do IV – Semestre
Disciplina – Geografia da População
Professor – João Ludgero Sobreira Neto

2 comentários:

  1. o artigo apresenta tema interessante, onde os autores dominam o conteudo e falam com clareza sobre o assunto abordado. encontrei pouquissimos erros de digitação no demais o trabalho esta muito bom!

    ResponderExcluir
  2. o trabalho foi muito bem elaborado,o tema muito interessante, os autores estao de parabens!

    ResponderExcluir