DEGEO

DEGEO

8 de ago de 2011

MUDANÇAS NAS PERSPECTIVAS SOCIAIS DA POPULAÇÃO DO CARIRI


Aislan Leite Matos*
Maria Aline Sampaio de Lacerda*



Historicamente a seca sempre foi um empecilho que obrigava o êxodo da população para outras localidades que disponibilizavam oportunidades de emprego. As políticas nestas regiões de escassez nunca eram voltadas para o bem estar da população que, uma vez refém das circunstancias, tornavam-se retirantes. Durante muito tempo a falta de investimentos na região do Cariri era motivo de uma dispersão populacional que não é exclusividade da região. O Nordeste se caracteriza, há mais de um século, como foco de repulsão de população. Em busca de melhores oportunidades de vida, nordestinos migraram para a Amazônia durante a curta época dourada do ciclo da Borracha. Também participaram do processo de expansão da lavoura cafeeira em São Paulo e, depois, foram atraídos pelos centros urbanos do Sudeste. 

Durante a década de 1990, enquanto se reduziam os movimentos de saída, aumentavam os movimentos de entrada no Nordeste. Esses fenômenos combinados indicam que tem diminuído a atração exercida pelas cidades do Sudeste que vem perdendo sua capacidade de gerar empregos para trabalhadores de baixa qualificação. Em conseqüência, formaram-se fluxos migratórios de retorno, muitos nordestinos refazem, no sentido inverso, o trajeto que os conduziu a outras regiões. Prova destas constatações estão nos resultados apresentados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) com base em dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2009 e dos Censos realizados em 2000 e 2010, que mostram que de 1995 a 2000, 3,3 milhões de pessoas deixaram a região em que viviam. O número caiu para 2,8 milhões, entre 1999 e 2004, e chegou a dois milhões no período de 2004 a 2009. A pesquisa também mostra que, na maioria dos estados brasileiros, o fluxo de imigrantes e de emigrantes é praticamente igual. Entre 1999 e 2009, mesmo áreas consideradas tipicamente emigratórias ou aquelas potencialmente atrativas.

A transformação desta realidade é possível por conta dos maiores investimentos na região Nordeste que passa por um momento de plena ascensão. Esse crescimento econômico reflete no desenvolvimento de cidades de porte médio, dentre elas está Juazeiro do Norte que exerce forte influência sobre todo Sul do Ceará, e áreas dos estados de Pernambuco, Piauí, Paraíba, e Rio Grande do Norte, sendo um importante centro de compras e serviços regionais. Todo este desenvolvimento resultou em uma grande integração com os municípios de Crato e Barbalha, que juntas formam a chamada conurbação Crajubar. A presença de investimentos de iniciativa privada em relação a pública é superior na cidade de Juazeiro do Norte, o que mostra uma falta de atuação política nesta cidade que é exatamente a que apresenta o maior nível de crescimento fazendo-a liderar as  demais circunvizinhas. Dentre as principais transformações estão à instalação de cursos universitários de cunho particular e publico que atraem pessoas de cidades e até Estados próximos. O mercado imobiliário tem tido uma demanda crescente, a indústria também tem tido evoluções consideráveis na cidade, principalmente no setor de calçados, confecções e alumínio, por conta da revitalização do Distrito Industrial que está sendo implantado com o apoio de empresários e do governo Estadual que pretendem implementar 60 novas empresas, sendo que as indústrias de médio e grande porte que deverão ser instaladas numa área de 1,6 milhão de metros quadrados, em um local de convergência entre os Municípios de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha.
 Em 2009 foi criada a Região Metropolitana do Cariri que é composta por nove municípios: Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Missão Velha, Caririaçu, Farias Brito, Nova Olinda, Santana do Cariri e Jardim.
Embora se tenha um crescimento considerável em empreendimentos, as cidades da região metropolitana ainda não apresentam um nível evolutivo na qualidade de vida da população que acompanhe o crescimento econômico, como mostra quadro abaixo (fig.1) as cidades apresentam um IDH médio de 0,646, ainda pouco em relação a outras regiões do país.




Municipio
População
IDH
PIB
Barbalha
55.373
0,687
237.906
Caririaçu
26.387
0,591
61.080
Crato
121.462
0,716
539.207
Farias Brtito
19.007
0,609
48.010
Jardim
26.697
0,642
66.066
Juazeiro do Norte
249.936
0,697
1.165.066

Missão Velha
34.258
0,631
96.185
Nova Olinda
14.256
0,637
37.726
Santana do Cariri
17.181
0,609
46.851
TOTAL
537.860
0,646
2.298.037
Fig. 1
Fonte: Wikipedia,2011

Isto ocorre por que não está havendo um crescimento planejado, as principais cidades da região do Cariri crescem desordenadamente atraindo pessoas de cidades vizinhas que se inserem no mercado informal indo desde vendedores ambulantes a pequenos negócios na área de serviços. Também começa a ocorrer problemas típicos de grandes cidades como a falta de moradia, de saneamento básico, excesso de lixo, desemprego.
O futuro da região do Cariri é promissor, com um clima agradável e boas áreas agricultáveis, somada a onda de revitalização da economia do Nordeste, a região se encaminha para se tornar uma das mais desenvolvidas do Brasil, mas é necessário que a sociedade, embora mais otimista em relação a expectativas de melhorias de vida, esteja fazendo parte de um crescimento em comum que vise a estabilização dos direitos básicos a que ela merece.


Referencias

Juazeiro do Norte-CE: INDÚSTRIA CALÇADISTA Polo avança em tecnologia. Disponivel em www.caririnoticia.com.br/2011/06/juazeiro-do-norte-ce-industria-calcadista-polo-avanca-em-tecnologia.html


Bibliografia Consultada

CORREA, Marlene. Ceará: historia para a construção da cidadania. São Paulo: FTD, 2001.
MAGNOLI, Demétrio. Conhecendo o Brasil: Região Nordeste. São Paulo: Moderna, 1999

Graduandos do Curso de Geografia do IV – Semestre
Disciplina – Geografia da População
Professor – João Ludgero Sobreira Neto

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. o presente artigo é interessante por trazer no seu conteudo o tema:Perspectiva sociais da população da região do cariri,ou seja, as perspactiva de melhorias de vida população da região do cariri, já que,é uma região que vem crecendo muito nos ultimos anos.
    Ao lér este artigo podemos também concluir que á perspectiva de vida da populção do cariri poderia ser melhor se tivesse políticas públicas voltadas para ao bem estár da população ,pricipalmente a população mas carente que é o alicerce do crescimento da região.
    muniky e jaivam

    ResponderExcluir